Tudo sobre parto normal

Tudo sobre o parto normal

Passar por uma gestação requer muitas mudanças no dia a dia da mamãe e de toda a família. E um pensamento é bem comum entre as gestantes: como funciona o parto normal? Quais as diferenças entre os partos? Qual o ideal para o bebê nascer? Vamos aos detalhes!

O que define o parto normal?

A OMS, define parto normal como àquele que começa espontaneamente, de baixo risco, mantendo-se até terminar. Quando o bebê nasce de forma natural, geralmente entre a 37° semana e a 42° semana de gestação.

Como é o trabalho de parto?

O parto normal começa com o trabalho de parto, um processo dividido em três etapas:

A primeira fase é a das contrações do útero, promovendo a dilatação do colo uterino e a descida do feto pelo canal vaginal. Inicialmente as contrações são pouco frequentes, fracas e de pouca duração. Geralmente são acompanhadas de dores e desconforto lombar.

Conforme o trabalho de parto evolui, as contrações passam a ser mais frequentes, intensas e de maior duração. O colo do útero vai sendo dilatado, ocorrendo em duas fases: latente e ativa.

 Há alguns sinais de que o trabalho de parto está próximo:

  • Contrações uterinas inicialmente indolores (contrações de Braxton-Hicks) que ficam cada vez mais frequentes e fortes;
  • Dores e pressão nas virilhas;
  • Aumento da secreção vaginal;
  • Saída do tampão mucoso;

Quais os benefícios do parto normal para a mãe?

Há muitas vantagens de a gestante optar pelo parto normal:

  • Recuperação mais rápida. Além disso, o útero leva menos tempo para voltar ao seu tamanho normal;
  • Menor risco de infecção já que o processo não é cirúrgico;
  • O leite desce mais rápido;
  • Evita cicatrizes;
  • Menor risco de morte: mulheres que tiveram parto normal tem cerca de 3 vezes menos chances de morrer do que quem passou por uma cesariana.

Benefícios do parto normal para o bebê

O parto normal também traz vantagens à criança:

  • Menor risco de infecção: ao passar pelo canal vaginal, o bebê fica exposto a microrganismos do canal vaginal da mãe, promovendo a atividade e o fortalecimento do sistema imunológico;
  • Maior facilidade para respirar: ao passar pelo canal vaginal, o bebê tem seu tórax comprimido, fazendo com que o líquido do pulmão seja expelido;
  • Maior atividade ao nascer;
  • Maior vínculo entre mãe e bebê.

Quais os tipos de partos “normais”?

Conheça a definições sobre os partos “normais”:

Parto natural

Caracterizado pela ausência de intervenções médicas, como anestesia. Podem ser usadas técnicas naturais para aliviar a dor, como massagens, acupuntura ou água quente. A doula é uma profissional que ajuda muito neste processo.

Parto humanizado

Aqui a prioridade é respeitar o protagonismo da mulher, atendendo suas vontades e decisões sobre qualquer intervenção médica.

Parto domiciliar

Aqui o parto acontece em casa, seja de forma planejada, com a presença de uma equipe médica, ou quando a mãe não consegue sair antes que o bebê nasça.

Agora que você entendeu como funciona o parto normal e quais os modos existentes, por qual meio você deseja que o seu bebê nasça?

Deixe nos comentários

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn